sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

NINHO VAZIO ...



Hoje estou experimentando, completamente , a dor de ter o ninho vazio.


Carol e Débora, minhas filhas, foram morar em outro lugar, distante...


Fazer suas vidas, fizeram suas escolhas...


Desejo a elas toda a felicidade e o sucesso do mundo.


Que Deus proteja minhas amadas!


Saudade mata?


Sei que dói. E muito .


O ninho está vazio....




NINHO VAZIO

Meus passarinhos se foram,

voaram...O ninho está vazio!

Minhas asas,

a quem protegerão?

Se um dia foram seguro abrigo,

hoje,

ombro amigo,

ainda me fazem pensar na solidão...

E o ninho?

Construído com tanto carinho,

os ovinhos quebraram,

passarinhos nasceram,

aprenderam a voar...

E foram prá longe de mim,

do meu olhar...

Porém, jamais,

prá longe do meu coração!
Eu, ave-mãe,

sempre a esperar

com as asas abertas,

tal qual um abraço,

estarei aqui, no ninho,

nosso espaço...

onde meus passarinhos

estou a aguardar ...






Um comentário:

Vera Lucia disse...

Compartilho contigo o 'ninho vazio'...
Minhas filhas sairam para estudar e a casa não é mais a mesma.
Um sofrimento necessário, eu diria.
Me permita usar teu poema!
Um abraço,

Vera